Ibope consolidado segunda (01/09/2014) na Grande São Paulo







12.1 pontos 5.8 pontos 5.1 pontos 2.3 pontos 0.7 ponto
Média-dia: 07h às 0h

Programa Pontos Horário Posição
Bom Dia SP 06 pontos 06h30min - 07h30min
Bom Dia Brasil 7.5 pontos 07h30min - 08h40min
Mais Você 07 pontos 08h40min - 10h
Bem Estar 06 pontos 10h - 10h40min
Encontro com Fátima Bernardes 06 pontos 10h40min - 11h55min
Vídeo Show 08 pontos 14h15min - 14h55min
Sessão da Tarde (Cartas Para Julieta) 10 pontos 14h55min - 16h25min
VPVN (Cobras & Lagartos) 11 pontos 16h25min - 17h25min
Malhação 12 pontos 17h25min - 18h05min
Boogie Oogie 16.5 pontos 18h05min - 18h55min
Geração Brasil 18 pontos 19h10min - 20h
Jornal Nacional 21 pontos 20h - 20h30min
Império 29 pontos 21h20min - 22h35min
O Rebu 19 pontos 22h35min - 23h05min
Tela Quente (Vai que Dá Certo) 14 pontos 23h05min - 0h45min
Jornal da Globo 7.5 pontos 0h45min - 01h25min
Programa do Jô 05 pontos 01h25min - 02h30min
Sessão Brasil (A Partilha) 03 pontos 02h40min - 03h50min

Programa Pontos Horário Posição
Balanço Geral SP 03 pontos 06h10min - 07h30min 2º - SBT
SP no Ar 05 pontos 07h30min - 08h45min
Fala Brasil 05 pontos 08h45min - 10h
Hoje em Dia 04 pontos 10h - 12h 2º - SBT
Balanço Geral SP 5.5 pontos 12h - 13h
Balanço Geral SP 04 pontos 13h50min - 14h35min 2º - SBT
Programa da Tarde 05 pontos 14h35min - 17h20min
Cidade Alerta 08 pontos 17h20min - 19h45min
Jornal da Record 09 pontos 19h45min - 20h30min
Jornal da Record 06 pontos 21h20min - 21h35min
Vitória 06 pontos 21h35min - 22h30min
Repórter Record Investigação 07 pontos 22h30min - 23h20min 2º - SBT
Roberto Justus + 03 pontos 23h20min - 0h20min 3º - Band
Heróis Contra o Fogo 01 ponto 0h20min - 01h10min

Programa Pontos Horário Posição
Jornal do SBT Manhã 3.5 pontos 06h - 07h
Notícias da Manhã 03 pontos 07h - 09h
Bom Dia & Cia 4.5 pontos 09h - 12h25min
Um Maluco no Pedaço 05 pontos 12h25min - 13h
Eu, a Patroa e as Crianças 04 pontos 13h50min - 14h15min 2º - SBT
Casos de Família 04 pontos 14h15min - 15h15min
Esmeralda 05 pontos 15h15min - 16h15min
Meu Pecado 4.5 pontos 16h15min - 17h 2º - Record
A Feia Mais Bela 05 pontos 17h - 17h45min 2º - Record
Eleições 2014 (Debate Presidente) 05 pontos 17h45min - 19h35min
SBT Brasil 07 pontos 19h35min - 19h50min
Chiquititas 11 pontos 19h50min - 20h30min
Rebelde 5.5 pontos 21h20min - 22h05min
Programa do Ratinho 07 pontos 22h05min - 23h10min
Esse Artista Sou Eu 6.5 pontos 23h10min - 0h10min
The Noite 05 pontos 0h10min - 01h10min
Jornal do SBT Noite 4.5 pontos 01h10min - 02h15min
Okay Pessoal 03 pontos 02h15min - 03h05min

 
Programa Pontos Horário Posição
Café com Jornal 01 ponto 06h - 09h
Jogo Aberto 03 pontos 11h10min - 13h
Os Donos da Bola 02 pontos 13h50min - 14h45min
Sabe ou Não Sabe 02 pontos 14h45min - 15h30min
Tá na Tela 02 pontos 15h30min - 17h
Brasil Urgente 04 pontos 17h - 19h20min
Jornal da Band 03 pontos 19h20min - 20h30min
CQC 03 pontos 22h45min - 0h45min
Jornal da Noite 01 ponto 01h15min - 02h05min

Programa Pontos Horário Posição
Você na TV 0.8 ponto 09h30min - 11h30min
A Tarde é Sua 01 ponto 15h - 16h55min
Muito Show 0.9 ponto 17h55min - 18h50min
TV Fama 02 pontos 18h50min - 20h25min
RedeTV News 0.5 ponto 22h20min - 23h05min
Superpop 0.7 ponto 23h05min - 0h30min

Ler mais

“Jornal da Globo” diz que Dilma se recusou a participar de entrevista

A candidata Marina Silva (PSB) - foto acima no "Jornal da Globo" - inaugurou nesta segunda-feira um ciclo de entrevistas no “Jornal da Globo”. Na verdade, por conta da programação da emissora, a conversa (gravada previamente) teve início por volta de 0h45min de terça-feira.
Na abertura do telejornal, o apresentador William Waack lembrou que o programa tem feito entrevistas com os principais candidatos à Presidência desde 2002. “Lamentamos que este ano, pela primeira vez, um dos candidatos tenha se recusado a participar das nossas entrevistas. É Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição.”
A entrevista com Dilma deveria ser feita nesta terça-feira (02). Uma entrevista com o candidato Aécio Neves (PSDB) está programada para quarta-feira (03). Na visão do apresentador, “estas entrevistas são entendidas como uma oportunidade de ajudar você, eleitor, a fazer a sua escolha nas eleições de outubro”.
A assessoria da campanha da candidata disse que não irá comentar o caso.

Ler mais

Francisco Cuoco e Betty Faria repetem parceria de sucesso

Vicente e Madalena (Francisco Cuoco e Betty Faria na foto acima) acabaram de se conhecer, mas o blog já adora as cenas dos dois em “Boogie Oogie” (Globo). Os personagens são totalmente diferentes, mas ficam ótimos juntos. Ela está sempre de bem com a vida e ele é um eterno ranzinza. Certamente a parceria vai render bons momentos.
A química entre Betty Faria e Cuoco vem de longa data. Há quase quarenta anos, eles formaram um casal de grande repercussão em “Pecado Capital” (1975), Carlão e Lucinha. 
Juntar os dois atores é uma clara homenagem aos anos 70, mas não foi a primeira opção do autor Rui Vilhena. Lima Duarte e Regina Duarte interpretariam Vicente e Madalena e também repetiriam um casal de sucesso: Sinhozinho Malta e viúva Porcina, de “Roque Santeiro” (1985).
Ou seja, o casal de “Boogie Oogie” esteve em boas mãos desde sua concepção. Não pode dar errado!

Ler mais

Paranoica, TV Record pede crachá até para Marcelo Rezende e vira piada

A TV Record está tão paranoica com o uso de crachá em suas instalações de São Paulo que até apresentadores estão sendo vigiados por circuito interno de vídeo e abordados pelos seguranças. Depois do que a cúpula da emissora considera uma "traição" de Luiz Bacci, a emissora baixou uma norma em que até apresentadores têm de portar identificação em "local visível". Marcelo Rezende (foto acima) e Reinaldo Gottino, âncoras do "Cidade Alerta" e "Balanço Geral", foram os primeiros "enquadrados".
No caso de Rezende, o apresentador não criou caso e acatou a norma. Mas virou motivo de piadas nos bastidores da emissora. Funcionários brincam com seus bordões: "Corta pro crachá!" é uma das gozações. Já Gottino foi abordado quando ia do estúdio em que trabalha para a lanchonete, durante o horário eleitoral, em que seu programa sai do ar.
Os casos revelam a "rigidez" das medidas que vêm sendo adotadas desde julho. O departamento de Recursos Humanos enviou carta aos funcionários informando que o uso de crachá em local visível é obrigatório a todos e o desrespeito à norma pode gerar advertências por escrito.
É o que tem sido feito. Dezenas de profissionais estão sendo abordados todos os dias nos corredores da Barra Funda, até repórteres conhecidos do vídeo. Nunca se distribuiu tanta advertência como agora: quando flagrados sem crachá, os funcionários têm que assinar uma espécie de protocolo de "infração".
Os seguranças têm monitorado o cumprimento da obrigatoriedade de crachá pelo circuito interno de vídeo e fazem "rondas ostensivas", chamando a atenção de quem não exibe crachá. Assessores de apresentadores têm que passar pela portaria e retirar um crachá. Em entregas, fornecedores têm sido escoltados. Em alguns estúdios, o uso de celulares foi proibido.

Espionagem

A paranoia da Record tem origem na contratação de Luiz Bacci pela TV Bandeirantes, em maio. Para a cúpula da Record, Bacci driblou facilmente a segurança da emissora ao circular dois dias pelos estúdios com Rodrigo Branco, que estava negociando sua ida para a Band e viria a cuidar da implantação do Tá na Tela. Para a Record, Branco agiu como um "espião" e levou informações estratégicas para a concorrente.
Branco nega que tenha espionado qualquer coisa na Record e lembra que é um profissional experiente, com 11 anos trabalhando com Marcia Goldschmidt. Diz que permaneceu na emissora apenas acompanhando o apresentador e que usou crachá de visitante.
 

 
Ler mais

Acaba namoro de Ticiane Pinheiro e César Tralli

A assessoria de Ticiane Pinheiro (foto acima junto com Tralli) confirmou na tarde desta segunda (1) o fim do namoro de sua cliente com César Tralli.
O apresentador da Rede Globo já estava espalhando por aí que o relacionamento estava abalado.
Tralli chegou a contar até conversas íntimas do casal para os amigos, como papo de casamento e filhos (ele dizia que não queria).
Apesar de o jornalista ter deixado a história vazar, agora a porta-voz de Ticiane oficializou a separação.
Agora que o fim do relacionamento dos dois foi oficializado, a colunista deve continuar com suas insinuações maldosas contra o jornalista da Globo. Essas insinuações só tinham parado porque ele começou a namorar a Ticiane, apresentadora da Rede Record e ex do Roberto Justus. 
Deve ter sido ordem de cima para a Fabíola evitar certas notas.


http://entretenimento.r7.com/blogs/fabiola-reipert/huck-e-angelica-dao-show-de-antipatia-e-aeroporto/2014/07/30/
Ler mais

Está marcada para amanhã (03/09/14) audiência judicial entre a operadora de TV paga Sky, o canal Sports + e a Ancine

Está marcada para quarta-feira (3), no Rio de Janeiro, uma audiência da disputa judicial envolvendo a Agência Nacional do Cinema (Ancine), o canal Sports+ e a Sky. A Ancine determinou em maio que a Sky deveria tirar do ar o canal Sports+, alegando que o canal é programado pela própria operadora, o que é ilegal, uma vez que a legislação de TV por assinatura proíbe as prestadoras de serviços de telecomunicações, como Net e Sky, de programarem qualquer tipo de conteúdo.
No mesmo mês, o canal conseguiu uma liminar no Rio de Janeiro que suspende os efeitos do ato da Ancine. A Agência Nacional do Cinema recorreu.


http://outrocanal.blogfolha.uol.com.br/2014/07/18/televisao-ja-sofre-ressaca-de-audiencia-sem-mundial/
Ler mais

Na TV nada se cria, tudo se copia

O Chacrinha já se foi há 26 anos, mas deixou imortalizada a frase usada hoje como título deste espaço, porque ela nunca perdeu a sua atualidade. Olha a de agora:
o programa da Sabrina Sato (foto), na Rede Record, vai ganhar um quadro focado em anônimos, nas ruas, a exemplo do "Tá na Rua" da Patrícia Abravanel no SBT e o "Sabe ou Não Sabe", do André Vasco na Rede Bandeirantes. O primeiro foi gravado no Vale do Anhangabaú, em São Paulo.
A "novidade" leva o título de "Quebra Essa", formato da israelense Armoza, e será transformada em nova sessão do seu programa dos sábados. Nele, dois participantes terão que encontrar pessoas nas ruas que aceitem cumprir as mais inusitadas tarefas, para que um deles possa ganhar um prêmio em dinheiro.
Assim vai e o pior é que nada justifica tal coisa. Fosse o formato uma ideia de outro mundo, até vá lá, mas é o tipo do quadro bobinho, que escancara ainda mais a preguiça existente na televisão brasileira em pensar e criar coisas novas. Preferem comprar pronto.

    
Ler mais

Musa do jornalismo dos anos 80, Leila Richers mostra a neta

Nos anos 1980, quando Leila Richers (foto) entrava no ar na bancada do “Jornal da Manchete”, o telefone da redação tocava com pedidos de casamento, jantares a dois e todo tipo de oferta para a dona da voz tida como a mais sensual do telejornalismo da época.
- Sou muito reconhecida pela voz até hoje. É uma sensação de missão cumprida. Nunca me obriguei a manter meu auge. Fui trilhando um caminho dentro do que eu queria.
Depois de passagens pelo CNT e pela TVE, a jornalista apresenta há seis anos o programa do canal MultiRio “Cidade de Leitores”, em que recebe convidados para falar de literatura e de outras áreas de expressão artística, tudo costurado por temas da atualidade.
- Vou fazer 60 anos. Não é uma idade boa para divulgar. Vem aquele sentimento de "ih, está chegando ao fim, tenho que correr, não terei a mesma vitalidade...". Mas, por outro lado, essa idade me trouxe minha netinha, minha grande paixão - diz ela.
Maria Fernanda, de 1 ano, mora no Sul da Bahia,  já que os pais trabalham lá. Leila visita a menina a cada dois meses, senão não aguenta de saudade.
- Passar uma semana com ela é como ir para o céu, a maior satisfação. Meu filho e minha nora me mandam vídeos sem parar. Outro dia, vi 15 vezes um deles. Minha futura coleção é de netos.
Ela afirma ter encontrado o sentido da vida quando se tornou avó.
- Quando se é coroado com uma neta, tudo faz sentido. Todo o resto da vida ficou como degraus de uma grande escadaria que me levou a esse encontro com ela. Isso me impressionou de tal forma...
Mãe de dois homens, um de 36 e outro de 38 anos, Leila fala com tranquilidade sobre envelhecimento e diz nunca ter feito plástica no rosto, mas não dispensa tratamentos estéticos.
- Eu me acho bonita. Gosto de cuidar da pele, de sair com o cabelo arrumado. Sempre fiz muita ginástica para não perder o vigor físico. Sou mais preocupada em manter a lucidez do que a beleza - diz ela.
- Sinto que tenho mais habilidade para lidar com meu corpo, minhas limitações, meu tempo. Minha cabeça está muito melhor. Não tive crise com a idade. Só tenho medo de engordar.
Leia vive uma relação com o cardiologista Saul Douek, em que moram em casas separadas e, nos fins de semana, viajam para o “ninho de amor”, uma casa comprada pelo casal na Serra.
Os apresentadores de telejornal, diz ela, precisam ter uma certa informalidade.
- Não precisa ser sisudo, usar carranca para entrevistar, ser agressivo. Minha voz chamou a atenção porque não era impostada. Era um instrumento de trabalho, não a usei para seduzir. Há diversas formas de fazer isso, com gestos ou um sorriso.


Ler mais

Maior hit de anime no Brasil, "Os Cavaleiros do Zodíaco" completa 20 anos com legião de fãs e novo filme

Há exatos 20 anos, na extinta TV Manchete, tinha início no Brasil um fenômeno que dura até os dias de hoje e arrasta uma legião de fãs a cinemas e eventos dedicados a seus personagens. Maior hit da animação japonesa a desembarcar por aqui, "Os Cavaleiros do Zodíaco" tomou conta do país em 1994. Inicialmente parte de um acordo para ajudar a vender bonecos, o desenho teria exibidos apenas 52 dos 116 episódios da série clássica.
Tão grande foi o barulho que causou que não só teve a transmissão ampliada, como deu dor de cabeça às concorrentes. Nas noites de domingo, ao bater de frente com "Os Trapalhões", a produção chegou a brigar pela liderança. Beirou os 15 pontos, registrava médias 8 pontos com facilidade em alguns dias. Por causa dos guerreiros de Atena, os canais correram para encontrar substitutos como "Shurato" ou "Dragon Ball Z", mas não repetiram o mesmo sucesso.
Unindo mitologia grega e astronomia, "Os Cavaleiros do Zodíaco" também continha boas doses de violência, o que poderia chocar alguns pais mais conservadores hoje. Braços decepados, personagens que se cegam voluntariamente, orelhas cortadas. Passados vinte anos, o desenho já ganhou spin offs como "Lost Canvas" e "Saint Seiya Omega" e agora chega ao cinema num filme em computação gráfica em 11 de setembro.


Ler mais

TV Globo tem a pior média mensal de sua história em agosto na Grande São Paulo

O fim da Copa do Mundo e a estreia  do horário eleitoral gratuito foram cruéis com a TV Globo. De acordo com números do Ibope para a Grande São Paulo, a audiência da Globo entre 7h e meia noite, no mês passado foi de 12,5 pontos (em julho havia sido 14,2 pontos).
Foi o pior resultado mensal da Globo desde que se tornou líder de audiência no Brasil, lá se vão quase quatro décadas e meia.
Também em agosto, a TV Record  registrou 5,9 pontos (em julho alcançara 5,7 pontos), o SBT manteve seus 5,5 pontos e a TV Bandeirantes caiu de 2,6 pontos em julho para 2,3 pontos em agosto.

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/televisao/sai-de-baixo-estreia-com-bom-ibope/ 
Ler mais

Programa de Marcelo Adnet na Rede Globo irá ao ar mais cedo em 2015

Marcelo Adnet (foto) está comemorando que seu humorístico "Tá no Ar: A TV na TV" vai ao ar mais cedo na Rede Globo em 2015. "Será exibido às 23h. O horário depois da 0h era cruel. Vamos pegar um público mais acordado", disse.


http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/camilagomes/2014/07/1479711-paulo-betti-vivera-novo-cro-na-nova-novela-de-aguinaldo-silva.shtml
Ler mais

“Jornal Nacional” completa 45 anos com o desafio da renovação

Considerado pelo mercado publicitário o espaço mais valorizado da televisão e pelos especialistas em TV o principal telejornal do país, o “Jornal Nacional” completa nesta segunda-feira 45 anos no ar. Apresentado atualmente por Willian Bonner e Patrícia Poeta (foto acima dos dois), o “JN” já não tem a mesma audiência dos anos de ouro, mas continua para muitos como sinônimo de prestígio.
Ao chegar aos 45 anos, o “Jornal Nacional” busca o equilíbrio entre a tradição e a modernidade, a informalidade e a seriedade, o prestígio e a ousadia. Nos últimos anos, são claros os movimentos de sua equipe para deixá-lo mais atual, informal e moderno através de abordagens mais dinâmicas, mudança de tom e elementos gráficos. O fato é que essas mudanças não surgem como processo natural de renovação. Como muitos quarentões, o “JN” se viu obrigado a perder as gorduras localizadas, ganhar músculos e se atualizar para concorrer com os mais jovens que entram no mercado, mesmo que não tenham a mesma audiência.
Nos bastidores da Globo, há quem garanta que, apesar de toda a pressão por mais informalidade, o “Jornal Nacional” dificilmente abandonará a bancada por ser este um elemento necessário para as “hard News”.

Um pouco da história

O “Jornal Nacional” estreou no dia 01 de setembro de 1969 com apresentação de Hilton Gomes e Cid Moreira. A ideia dos diretores da Globo era colocar no ar um telejornal para todo o país com as principais notícias do dia e algumas reportagens especiais, tudo sem comentários. Um ano depois, Sérgio Chapelin assumiu o lugar de Hilton e permaneceu na bancada por mais 9 anos. Entre 1979 e 1983, o “JN” foi apresentado apenas por Cid Moreira. Foi neste ano que, em substituição a Chapelin, Celso Freitas ocupou um lugar na bancada de maior prestígio da TV.
Mulher na bancada do “Jornal Nacional” era algo impensável para um país que acreditava que somente homens possuíam a credibilidade para comandar um telejornal em horário nobre para todo o Brasil. Em 1996, a Globo resolveu acabar com a era dos grandes locutores à frente do JN e convocou para a bancada os jornalistas Willian Bonner e Lilian Witte Fibe, que aos poucos acrescentaram pequenos comentários. Dois anos depois, após um período de apresentadores interinos, Fátima Bernardes assumiu seu posto na bancada do telejornal. Ficou ali por 13 anos, passando o bastão para Patrícia Poeta.


Ler mais

Galã global vira atração em balada gay carioca

Um jovem galã que está no ar em uma novela global causou o maior rebu em uma balada gay carioca. O moço estava todo soltinho ao lado do namorado, que também é ator, mas não é conhecido no meio televisivo. A dupla estava feliz e não disfarçava a sintonia, por isso mesmo virou atração de quem estava na danceteria.
Até aí tudo bem (e o blog torce para que o casal siga seu relacionamento, claro). O problema é que a Globo, que anda precisando de atores bonitos e talentosos para seu casting de galãs, pediu que o jovem ator não deixasse as portas do armário escancaradas. Parece que a tarefa será bem difícil, pois o rapaz não faz questão de esconder sua opção sexual.
Já tem gente apostando suas fichas que se trata do ator Jesuíta Barbosa (foto acima), no ar atualmente como o Alain na minissérie "O Rebu" (Globo).
Esse tipo de especulação só acontece porque "jornalistas" ao invés de dar a nota completa, publica coisas pela metade, levando parte do leitor a apontar o dedo para pessoas que muitas vezes não tem nada a ver com a notícia.
A princípio eu não acredito que se trata de tal ator.
Cá entre nós hein! Me parece que a ordem na Globo é bagunçar as coisas. Inverteram tudo; tem ator hétero vivendo gay em novela e agora a moda é colocar gay para ser galã. Onde esse mundo vai parar hein!

Ler mais

Revista Playboy com ex-BBB Amanda na capa é a menos vendida da história da revista

A “Playboy” com a ex-BBB Amanda (foto) na capa entrou para a história. Pela porta dos fundos. A edição, publicada em maio, foi a menos vendida até hoje, com apenas 99 mil exemplares. Desse número, mais da metade é de assinantes. São 39 anos sendo publicada e é a primeira vez que as vendas ficam abaixo dos 100 mil exemplares. 
A recordista de vendas continua sendo Joana Prado, a eterna Feiticeira. Seu primeiro ensaio na revista vendeu 1,2 milhão de exemplares em 1999. A loira também ocupa a oitava posição nas dez mais, no ensaio que fez, pela primeira vez, sem seu famoso véu. A segunda no ranking, com apenas 20 mil exemplares a menos do que a Feiticeira, está a nudez de Tiazinha, também publicada no mesmo ano.
 
http://extra.globo.com/famosos/playboy-com-ex-bbb-amanda-na-capa-a-menos-vendida-da-historia-da-revista-13789330.html
Ler mais

De formas distintas, Redes Globo e Record exploram o mesmo drama de menino doente

O caso já vinha sendo tratado há alguns meses pela mídia de Santa Catarina. Neste domingo, coincidentemente, ganhou dimensão nacional em duas das principais redes de TV aberta do país.
Cada uma à sua maneira, as redes Globo e Record exploraram exaustivamente o drama do menino João Vitor, de 4 anos, que descobriu um tumor no fígado e contou com a ajuda de Tatiana, 34, uma mulher sem nenhum grau de parentesco com ele, para fazer um transplante.
No “Domingo Show”, pela manhã, o caso foi objeto de uma reportagem de 30 minutos centrada em dois pontos: o drama do menino e o seu encontro com o apresentador Geraldo Luis (foto abaixo junto com João Vítor). Segundo o programa, João Vitor sonhava conhecer Geraldo – e o encontro dos dois acabou ocupando mais da metade do tempo da reportagem.
Ao fazer o caso girar em torno do apresentador do programa, o “Domingo Show” deixou em segundo plano um dos aspectos mais comoventes da história – o esforço feito por Tatiana para doar parte do seu fígado ao garoto. Obesa, ela precisou perder quase 30 quilos para fazer a cirurgia, além de ter sido obrigada a se afastar do marido e do filho, de 5 anos, em vários momentos do processo.

A reportagem que abriu o “Fantástico” explorou justamente este ângulo. Por 15 minutos, o programa exibiu o drama de João Vitor em paralelo à história de Tatiana, tentando entender o desprendimento da mulher, que correu risco de vida para ajudar o menino que conheceu, por acaso, numa igreja.
Kiria Meurer, repórter da RBS, acompanhou Tatiana por quatro meses, mostrando o cotidiano na doadora, com a sua família e com João Vitor e sua avó. Embora mais curta, é uma reportagem com mais detalhes e informações sobre o drama que a do concorrente.
O transplante foi realizado no último dia 20, em um hospital em São Paulo. João Vitor segue internado, recuperando-se. Tatiana já voltou para casa. “Domingo Show” e “Fantático” encerraram suas reportagens com estas informações. Quem não viu – e chorou – com a primeira, certamente chorou com a segunda.


Ler mais