Silvio Santos corta perguntas em entrevista do bispo Macedo

O programa especial que o SBT exibirá amanhã sobre o bispo Edir Macedo (foto acima junto com Cabrini), por volta das 23h, deve render boa audiência à emissora, mas também já é a produção que mais dor de de cabeça gerou a Silvio Santos em sua vida.
Pela primeira vez na carreira, Silvio está liderando pessoalmente, no Departamento de Jornalismo do Complexo Anhanguera, a equipe que faz a edição da entrevista com o bispo, o ponto alto da reportagem feita pelo jornalista Roberto Cabrini.
A entrevista causou grande saia-justa: Silvio mandou eliminar várias perguntas feitas por Cabrini ao bispo, inclusive uma que considerou indelicada.
Nessa pergunta, Cabrini queria saber do bispo o que ele achava de lavagem de dinheiro.
Aparentemente todos sentiram que a pergunta era uma referência a suspeitas (não comprovadas) de que a Igreja Universal lava dinheiro. No entanto, Cabrini poderia estar se referindo apenas a  escândalos atuais como Lava-Jato. Mas não foi isso que pareceu a todos presentes.
A pergunta surpreendeu Macedo, irritou a equipe da Rede Record (comandada por Douglas Tavolaro) e enfureceu Silvio quando soube que ela tinha sido feita.
Acontece que a entrevista não foi pautada por Silvio para ser uma das entrevistas investigativas do "Conexão Repórter" ou coisa que o valha.
Silvio, que passou anos negociando a entrevista, avisou desde o princípio que queria que a matéria fosse mais uma homenagem, um carinho a Edir Macedo, seu amigo de longa data. Sem insinuações ou juízos negativos.
A matéria de amanhã também é uma forma de retribuição do dono do SBT a Macedo por causa de uma grande reportagem que a Record apresentou sobre Silvio quando este fez 80 anos (quatro anos atrás).
A reportagem deixou Silvio emocionado. Ele disse que chegou a chorar com o carinho do texto e o respeito que a Record lhe demonstrou.
Desde então ele vinha tentando retribuir a simpatia da Record.

ENTREVISTA TENSA

Edir Macedo acabou respondendo a pergunta de Cabrini, mas nós telespectadores nunca saberemos o que foi, porque Silvio mandou tirar a pergunta. Ela não irá ao ar amanhã, e muitas outras também não.
Além de Silvio, o chefe do Jornalismo da Record, Tavolaro, está supervisionando a edição também.
A reportagem especial sobre o bispo Macedo irá ao ar após o "Programa Silvio Santos", que será encurtado em cerca de uma hora especialmente para a ocasião, como informou com exclusividade o jornalista Flavio Ricco, do UOL.

Ler mais

Leandro Hassum, Antônio Tabet e Fábio Porchat estão nos planos da Rede Record para talk show

Fabio Porchat, Antonio Tabet e Leandro Hassum (foto) estão entre os nomes cotados pela direção da Rede Record para comandar um talk-show de fim de noite na emissora. O projeto é para 2016. Rafinha Bastos, que teve o seu “Agora é tarde” cancelado pela Rede Bandeirantes, não figura entre as possibilidades.

Ler mais

"Sete Vidas" elimina vilão e quebra padrão das telenovelas da Rede Globo

Leve, quase despretensiosa. Assim pode ser definida a maneira como "Sete Vidas", atual trama das seis da Rede Globo, vem sendo conduzida até aqui. O drama central da novela poderia ser carregado e exagerado, mas Lícia Manzo, a autora, soube trabalhar com delicadeza e não deixou sua história descambar para esse lado.
O primeiro fato a se reparar é que "Sete Vidas" prescinde de vilões, e tal ausência não causa propriamente um problema para o folhetim. Pelo contrário, consegue tornar a narrativa mais interessante, subvertendo um dos pilares mais básicos do melodrama: o confronto entre o bem e o mal. No lugar dos malvados, Lícia elaborou uma trama em que os próprios enredos cotidianos criam impeditivos fortes o suficiente para que os personagens encontrem a felicidade só no último capítulo e, assim, movimentem a história.
Se tomarmos como exemplo o caso dos mocinhos Julia e Pedro (Isabelle Drummond e Jayme Matarazzo na foto acima), o romance deles não acontecia não por causa de armações de alguém, mas pelo simples fato de os dois acreditarem serem irmãos. É bem verdade que o afastamento do casal e o envolvimento deles com outros parceiros, Edgar (Fernando Bento) e Taís (Maria Flor), vieram para complicar ainda mais o meio de campo para eles.
Agora, com a verdade revelada, Julia e Pedro têm de administrar suas histórias e, como ela própria disse, vão “ter que machucar muita gente para ficarem juntos”.
Por outro lado, Ligia (Débora Bloch) sofria com a ausência de Miguel (Domingos Montagner), mas mesmo assim tocou a vida, acreditando que o amor dela estivesse morto. Casou-se com Vicente (Ângelo Antônio) e tenta viver com ele uma relação que idealizava levar com o navegador. O casamento é mais calcado na amizade do que no amor, pelo menos da parte dela.
A volta de Miguel, porém, bagunçará a normalidade em que Ligia tentava se manter, e mais uma vez a força do cotidiano, embalada por soluções folhetinescas, torna-se um componente importante dentro de "Sete Vidas".
Outra característica interessante: o comportamento solitário e o jeito arredio de Miguel o afastam de outros personagens e tornam-se um conflito natural para que as histórias em torno do personagem se desenvolvam. O envolvimento superficial dele com Marina (Vanessa Gerbelli) é uma prova. Miguel é, assim, o herói e seu próprio vilão dentro da história.
Há, obviamente, personagens contraditórios, o que só engrandece a construção dos tipos de "Sete Vidas". Exemplo disso é Marta (Gisele Fróes), a mãe de Julia, que escondia da filha a verdade sobre sua origem. Os embates entre as duas exacerbam a qualidade dos diálogos da autora.
Aliás, embates entre mãe e filha parecem ser uma especialidade de Lícia, vide a relação conflituosa de Manu (Marjorie Estiano) e Ana (Fernanda Vasconcellos) com Eva (Ana Beatriz Nogueira), em "A Vida da Gente" (2011).
Como nem tudo é perfeito, cabe apontar três problemas que Sete Vidas apresenta: o primeiro é a ausência de ganchos entre os blocos de intervalo. Em segundo, a direção arrastada e vagarosa de Jayme Monjardim. Por fim, a narrativa torna-se cansativa quando Miguel começa a discursar sobre as pesquisas de cunho ambiental das quais participa. Tais cenas quebram o ritmo e pouco acrescentam à história.
Mas, de um modo geral, Lícia Manzo teceu uma complexa e engendrada psicologia dos personagens dentro de uma estrutura folhetinesca ousada. Sem intenção (e em menor grau do que "Avenida Brasil" e "Cheias de Charme", em 2012), ela inova e oxigena o gênero.

Ler mais

Jurada do "SuperStar", Sandy não liga para críticas e fala que filho mudou a relação

Acostumada a participar de programas de TV desde cedo, Sandy (foto) diz que ainda sente um "frio na barriga" ao entrar ao vivo no "SuperStar".  A cantora também falou que estava consciente das críticas que receberia ao aceitar o convite para participar do reality:
-  Eu estou exposta há tanto tempo, já me acostumei a ser julgada ao longo desses 25 anos de carreira. Tem gente que vai gostar, tem gente que não. E tudo bem! Faz parte. O importante é ser verdadeiro - filosofa.
Sandy entrou na cadeira que no ano passado era ocupada por Ivete, que deu conselhos a ela.
-   A Ivete é minha amiga, eu a admiro muito. Eu não estou no "SuperStar" pra "substituir" a Ivete, até porque ela é insubstituível! Ela me ajudou muito e me ajudou a tomar a decisão de participar.
Mãe de Theo, que nasceu em junho do ano passado, ela se reveza entre Campinas - onde mora com a família - e Rio de Janeiro para as gravações do programa:
-  Quem é mãe e trabalha sabe o quanto é difícil voltar da licença. No começo, a gente sofre bastante e "apanha" um pouco pra entrar no ritmo. Mas, aos poucos, tudo vai se (re)adaptando. Vou tentar me dividir ao máximo.
Sandy conta que o casamento com o músico Lucas Lima mudou para melhor desde o nascimento de Theo, mas, por ora, eles não pensam em outro filho:
- Se soubesse que era tão bom, teria sido mãe antes. Estamos muito felizes. Por enquanto está cedo pra pensar num irmãozinho pro Theo.


Ler mais

Longe da crise, investimento publicitário nas TVs aberta e fechada cresceu em 2014. Confira os números

As TVs aberta e fechada conseguiram escapar da crise do ano passado. Dados do Projeto Inter-Meios do Meio & Mensagem apontam crescimento de 8,1% no investimento publicitário nas emissoras abertas em 2014. O valor pago em anúncios chegou a 23,3 bilhões de reais.
No caso da TV por assinatura, a arrancada foi ainda mais expressiva, batendo a casa dos 28%. Passou de 1,6 bilhão de reais em 2013 para 2,1 bilhões de reais no ano passado.


Ler mais

Rede Globo perde 20% de ibope na faixa de novela bíblica

Maior acerto da teledramaturgia da Rede Record nos últimos anos, a novela bíblica “Os Dez Mandamentos”, de Vívian de Oliveira, está se tornando uma pedra no sapato da Rede Globo no horário em que vai ao ar (das 20h30min às 21h30min, aproximadamente).
A emissora carioca vem sofrendo para ajustar a novela “Babilônia” ao gosto do público, o que acabou afetando também a audiência do “Jornal Nacional”.
Os dois produtos disputam público diretamente com o folhetim da concorrente, que completou um mês no ar com resultados que surpreenderam até a direção da própria Record.
O aumento de audiência na faixa foi de 83% nas principais regiões metropolitanas do Brasil até o dia 21, enquanto a Globo teve queda de 20% no mesmo horário.
Em São Paulo, a audiência seguiu a mesma tendência. A queda da Globo na faixa da novela foi de 18%, enquanto a Record cresceu 66% com o primeiro mês de exibição da trama sobre o profeta Moisés, que na Bíblia liberta o povo hebreu.
A Record não obtinha resultados tão expressivos com uma novela desde a trilogia “Os Mutantes” (2009), de Tiago Santiago. Nenhum produto da teledramaturgia da emissora termina com média de dois dígitos desde “Vidas em Jogo” (2011).


Ler mais

Em crise, Rede Bandeirantes renova contrato de Datena

José Luiz Datena (foto) renovou contrato com a Rede Bandeirantes por mais um ano. Em meio à crise financeira, a emissora tentou negociar uma redução no salário de 650.000 reais do apresentador, mas não teve sucesso.


Ler mais

Cid Moreira e Sérgio Chapelin retornam ao "Jornal Nacional"

Como parte das homenagens aos 50 anos da Rede Globo, o "Jornal Nacional" de ontem contou com a presença de Cid Moreira e Sérgio Chapelin (foto acima dos dois), que fizeram um retorno simbólico à bancada. Eles substituíram William Bonner e Renata Vasconcellos por alguns minutos e também dividiram a apresentação com os âncoras atuais. A dupla, que comandou o "JN" por 18 anos, relembrou momentos marcantes, e Cid Moreira não deixou de dar seu famoso "boa noite" aos telespectadores. O "Globo Repórter" também foi especial e homenageou a dramaturgia da emissora, mostrando entrevistas com atores e os bastidores de "I Love Paraisópolis", nova trama das sete.


Ler mais

Warner tira do ar personagem de Alexandre Frota em "A Praça é Nossa" no SBT

O rompimento do SBT com a Warner para exibição de filmes e séries, teve mais um capítulo na manhã desta sexta-feira (24), desta vez atingindo "A Praça é Nossa", do Carlos Alberto de Nóbrega.
Foi oficialmente informado à equipe do programa de que, a partir deste momento, o SBT não poderá mais exibir ou utilizar as personagens Batman e Robin, interpretados por Alexandre Frota e Tuca Graça (foto acima dos dois).
Se a ordem não for acatada imediatamente, existe a ameaça da emissora de uma pena muito severa – processos e multas.
Ontem, quinta-feira, foi o último dia dos dois na "Praça é Nossa". Agora não vai ter mais. Inclusive o material gravado para o quadro não poderá ser exibido já a partir da próxima semana.
A ideia agora é procurar uma nova dupla de heróis para os atores.
Carlos Alberto de Nóbrega deve se reunir em breve com o seu pessoal para tratar deste assunto.
Na verdade, esse posicionamento da Warner já era esperado há algum tempo.
Enquanto houve a milionária parceria, os seus executivos fecharam os olhos.
Agora a história passou a ser outra e bem diferente.


Ler mais

Após homenagem ao "Jornal Nacional", ex-apresentadora reclama por ter sido deixada de fora

Na noite da última sexta-feira (24), após o “Jornal Nacional” especial de 50 anos da TV Globo, Valeria Monteiro (foto) reclamou sobre o fato de ter ficado de fora das comemorações da emissora, por meio de seu perfil no Facebook.
Conhecida como a primeira mulher a apresentar o telejornal global, a jornalista queixou-se de até Cid Moreira e Sérgio Chapelin terem participado da atração e ela não.
"Interessante que não me incluam em livro e comemorações do 'JN', tendo sido a primeira mulher a apresentar o jornal da noite, antes um bastião masculino na Globo”, iniciou o desabafo.
A profissional ainda disse: “Mesmo tendo sido por um ano, aos sábados, como na época foi acordado para a transição para a modernidade, em que a mulher participava finalmente de todos os âmbitos da programação jornalística, é uma gafe, me parece que há uma vontade de se reescrever a história”.
Valeria foi além da queixa pessoal e detonou a emissora carioca. “Depois ficam chateados com a suspeita da população quanto a credibilidade do jornalismo da empresa. Por que você acha que isso acontece?", disse ela nas redes sociais”, encerrou.
Para quem não sabe, Valeria Monteiro foi âncora do "Jornal Nacional" no início da década de 1990.
Ela ainda passou ainda pelo "Fantástico", "Jornal Hoje" e o "RJTV". Depois de deixar a Globo, foi morar nos Estados Unidos, onde passou nove anos.
Valéria Monteiro foi homenageada sim quando apareceu os apresentadores que fizeram parte da emissora. Até os contratados da Rede Record Celso Freitas e Marcos Hummel apareceram no vídeo. 
Quanto a apresentar, ela está querendo um pouco demais. Ela não é contratada da Globo.


http://www.msn.com/pt-br/tv/topnews/ap%C3%B3s-homenagem-ao-jornal-nacional-ex-apresentadora-reclama-por-ter-sido-deixada-de-fora/ss-BBiFfKa?ocid=mailsignoutmd
Ler mais

Ex-chefão da Rede Globo critica programação: "futebol chinfrim"

José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni (foto), hoje é apenas um consultor da Rede Globo e dono de uma afiliadas (TV Vanguarda), onde passou 31 anos de sua carreira profissional, mas durante um bom tempo foi vice-presidente de operações e ficou conhecido como grande chefão do canal. Em entrevista ao jornal O Dia, ele analisou os 50 anos da emissora carioca e fez questão de criticar o futebol brasileiro, principalmente o que é transmitido nas quartas-feiras após a novela.
Apesar de gostar do esporte, Boni diz não suportar mais partidas durante a semana, muito por causa da baixa qualidade dos jogos. “A Globo devia continuar perseguindo a questão de fazer uma TV brasileira sem defeitos, sem repetição e sem concessões. Ela não pode transmitir esse futebol chinfrim como obrigação comercial. Podia ser um pouco menos comercial e voltar a ser mais artística”, criticou o ex-diretor.
Mesmo com a forte opinião, Boni diz que não acabaria com a transmissão do esporte, mas que manteria apenas as partidas com uma qualidade aceitável. “Não acabaria com o futebol, não! Mas só transmitiria jogo bom. Esse de quarta-feira mata”, concluiu.


http://www.kartonline.com.br/userfiles/logo_terra.jpg
Ler mais

Ibope consolidado quinta (23/04/2015) na Grande São Paulo







12.0 pontos 5.5 pontos 5.5 pontos 1.9 pontos 0.6 ponto
Média-dia: 06h às 05h59min

Programa Pontos Horário Posição
Hora Um  04 pontos 05h - 06h
Bom Dia SP 07 pontos 06h - 07h30min
Bom Dia Brasil 09 pontos 07h30min - 09h
Mais Você 08 pontos 09h - 10h20min
Bem Estar 07 pontos 10h20min - 10h55min
Encontro com Fátima Bernardes 08 pontos 10h55min - 12h05min
Vídeo Show 09 pontos 14h - 14h50min
Sessão da Tarde (O Amor Mora ao Lado) 12 pontos 14h50min - 16h30min
VPVN (O Rei do Gado) 19 pontos 16h30min - 17h40min
Malhação 18 pontos 17h40min - 18h20min
Sete Vidas 20 pontos 18h20min - 19h15min
Alto Astral 25 pontos 19h35min - 20h30min
Jornal Nacional 24 pontos 20h35min - 21h30min
Babilônia 27 pontos 21h30min - 23h05min
Chapa Quente 18 pontos 23h05min - 23h55min
Luz, Câmera 50 Anos (Amores Roubados) 12 pontos 23h55min - 01h10min
Na Moral 07 pontos 01h10min - 01h50min
Jornal da Globo 05 pontos 01h50min - 02h20min
Programa do Jô 3.5 pontos 02h10min - 03h
Agentes da S.H.I.E.L.D. 03 pontos 03h - 03h45min

Programa Pontos Horário Posição
Balanço Geral SP 03 pontos 06h - 07h40min
SP no Ar 05 pontos 07h40min - 08h30min
Fala Brasil 05 pontos 08h30min - 10h
Hoje em Dia 04 pontos 10h - 12h
Balanço Geral SP 07 pontos 12h - 14h30min 2º - SBT
Programa da Tarde 05 pontos 14h30min - 17h
Cidade Alerta 09 pontos 17h - 20h30min
Os Dez Mandamentos 12.5 pontos 20h40min - 21h30min
Jornal da Record 10.5 pontos 21h30min - 22h20min
Gugu 08 pontos 22h20min - 0h25min
C.S.I. 04 pontos 0h25min - 01h15min 2º - SBT

Programa Pontos Horário Posição
Jornal do SBT Manhã 02 pontos 06h - 07h 2º - Record
Carrossel Animado 02 pontos 07h - 09h
Bom Dia & Cia 06 pontos 09h - 13h25min
As Visões da Raven 06 pontos 13h25min - 14h30min
Casos de Família 07 pontos 14h30min - 15h10min
Maria Esperança 06 pontos 15h30min - 16h30min
Coração Indomável 08 pontos 16h30min - 17h30min
A Usurpadora 6.5 pontos 17h30min - 18h30min
Patrulha Salvadora 06 pontos 18h30min - 19h20min
Chaves 08 pontos 19h20min - 19h45min
SBT Brasil 07 pontos 19h45min - 20h30min
Chiquititas 12 pontos 20h40min - 21h25min
Carrossel 11 pontos 21h25min - 22h10min
Programa do Ratinho 8.5 pontos 22h10min - 23h10min
A Praça é Nossa 08 pontos 23h10min - 0h20min 2º - Record
The Noite 04 pontos 0h20min - 01h20min 2º - Record
Jornal do SBT Noite 03 pontos 01h20min - 02h
Okay Pessoal 02 pontos 02h - 03h

 
Programa Pontos Horário Posição
Café com Jornal 0.9 ponto 07h30min - 09h30min
Jogo Aberto 03 pontos 11h - 13h
Os Donos da Bola 03 pontos 13h - 14h15min
Os Simpsons 01 ponto 15h - 16h15min
Brasil Urgente 04 pontos 16h15min - 19h20min
Jornal da Band 04 pontos 19h20min - 20h25min
Mil e Uma Noites 04 pontos 20h40min - 21h35min
Polícia 24H 03 pontos 22h35min - 0h15min
Roma 01 ponto 0h15min - 01h15min
Jornal da Noite 0.8 ponto 01h15min - 02h05min

Programa Pontos Horário Posição
Você na TV 01 ponto 09h30min - 11h30min
A Tarde é Sua 02 pontos 15h - 17h
Muito Show 0.9 ponto 18h - 18h50min
TV Fama 01 pontos 18h50min - 20h25min
RedeTV News 0.9 ponto 21h30min - 22h15min
Sob Medida 0.4 ponto 22h15min - 23h25min

Ler mais

Rede Globo proíbe elenco de "Babilônia" de falar sobre audiência da novela

A ordem na Rede Globo é abafar a rejeição de "Babilônia". Os atores que integram o elenco da novela das nove não podem responder a perguntas dos jornalistas sobre o desempenho aquém do esperado da trama de Gilberto Braga.
Na última quarta-feira, a Globo convidou a imprensa para a gravação do especial de 50 anos da emissora, no Maracanãzinho. Entre os artistas que participavam do especial estava Chay Suede, que interpreta Rafael no folhetim. Mas o ator foi impedido de falar sobre a queda no Ibope da trama, que começou com 33 pontos e hoje patina na casa dos 20. Ao ser questionado sobre a audiência, ele ia dar uma resposta quando uma assessora de imprensa que estava no local gritou ao fundo: “Ele está aqui para falar do especial de 50 anos e não da novela”.
Salvar "Babilônia" é mesmo uma tarefa hercúlea. Mais de 20 capítulos foram reescritos para mudar a trama da prostituta Alice, papel de Sophie Charlotte. Grande parte do público ainda rejeitou o beijo gay das veteranas Fernanda Montenegro e Nathália Timberg.


Ler mais

Esporte Interativo fará cobertura de peso na Champions League

Detentor dos direitos de transmissão da próxima Champions League, o Esporte Interativo fará um investimento inédito para o canal na cobertura do torneio. Vai instalar equipes de reportagens em nove cidades europeias para acompanhar os favoritos ao título. Novas contratações também estão nos planos da emissora.
A Turner, dona do Esporte Interativo, gastou mais de 100 milhões de dólares para tirar a Champions da ESPN no ano passado (Leia mais aqui).


Ler mais